sexta-feira, abril 24, 2009

Here we go!

No more Lulas, Dirceus, Protógenes, Dantas, Joaquins, Gilmares, Temeres, Renans, Sarneys, et caterva.

Isto é o que nos espera em breve.

7 comentários:

Maurício Oliveira disse...

O Canadá é mesmo um belo país, PH - com menção honrosa para Vancouver, sem dúvida -, mas os humanos somos eternos insatisfeitos. Quando o Brett, um dos "cunhados" canadenses da Cris, veio nos visitar e viu todos os absurdos tipicamente brasileiros - trânsito maluco, gente bebendo ao volante, música no último volume em todo canto etc etc -, sabe o que ele falou? "Puxa, gostaria que no Canadá a gente tivesse um pouco da liberdade que vocês têm aqui."

Anônimo disse...

E aí? Saiu o visto?

Abs
Silvestrini

ph disse...

Ainda não, Silvester, ainda não. Mas tá quase.

Oliveira, acho que eu e teu amigo temos conceitos diferentes de "liberdade". Sei que no Canadá o governo se intromete até demais na vida das pessoas. Justamente por isso, não é o paraíso. Mas as pessoas respeitam as leis. Eu não aguento mais neguinho ouvindo pagode numa discoteca ambulante às duas da manhã. Fora as atrocidades que a gente vê na TV. E não é só no Rio e SP, não. Aqui em BC, o dono de uma padaria perto da empresa da Renata vai fechá-la porque não suporta mais ser assaltado. No último, levou um tiro no abdome e quase morreu.
Realmente, aqui a gente tem liberdade para matar (principalmente se for menor), para roubar... Agora, tenta ficar sem fazer a declaração de IR. Daí, sim, o estado mostra suas garras.
Pelo menos lá no Canadá o estado também saber fazer carinho (nóóóffa!)

Maurício Oliveira disse...

Acho que quando a gente vai a outro país como visitante é uma coisa; quando vamos morar é outra. Isso explica o nosso deslumbre pelo Canadá (como visitantes) e a simpatia do canadense pelo Brasil (como visitante). Que eles estão anos-luz à nossa frente em termos de civilidade, obviamente não há a menor dúvida. Mas, se o destino nos fez nascer brasileiros e não canadenses, isso deve querer dizer algo... Bom, mas vamos continuar essa conversa quando formos visitar vocês no Canadá! :)

Orlando Tambosi disse...

Não entendi o Maurício: quer dizer que o bom é a baderna, as ilegalidades e a violência daqui?

Peraí que eu vou junto, Paulão!

Giancarlo Proença disse...

A vida tem tons de cinza, meus caros. Há quem esqueça, mas esses a gente releva.
Abraços.

Megui disse...

Por que sempre quando gostamos da idéia de morar num outro país nos chamam de deslumbrados?